Archive

Posts Tagged ‘Linux’

Process check script for Linux

Sometimes I need to keep checking the some process is running in my servers. So, I created the following script and add it to Crontab. If I have problems, Ill receive an email.
This can be useful to someone!
In my example, Im searching for a process called zookeeper.

#!/bin/bash
SERVER="PROD 134"
ZK=`ps aux | grep zookeeper | grep -v "grep" | wc -l`

if [ $ZK -ge 1 ]
   then
        echo "ZK is Running"
   else
        echo "ZK is not Running" | mail -s "Zookeeper is not running - $SERVER" myemail@br.ibm.com
fi
Categorias:Linux Tags:, , , ,

Disk Space script for Linux

Sometimes I need to keep checking the disk space at my servers. So, I created the following script and add it to Crontab. If I have problems, Ill receive an email.
This can be useful to someone!

#!/bin/bash
# In my case im interested in a specific partition /opt/XYZ
SPACE=`df -h | grep /opt/XYZ | awk '{print $4}' | awk -F % '{print $1}'`

case $SPACE in
        9[1-9])
        echo "Disk space > 90 %, please check" | mail -s "Disk Space problem" email1@br.ibm.com,email2@br.ibm.com;;
        100)
        echo "Disk Full, please check" | mail -s "DISK FULL" email1@br.ibm.com,email2@br.ibm.com;;
esac
Categorias:Linux Tags:, , , ,

Monitoring top 10 Linux CPU consuming processes

I always need to check the processes that are consuming CPU at my machine, using ps its easy. With the following command, you can write a script and then send email, take action, etc.

ps aux –sort=-pcpu | head -n 10

You can play with TOP also, but I prefer PS for this case.

top -b -c -n 1 | head -n 17 | tail -n 10

Enjoy!

Categorias:AIX, Linux Tags:, , , , ,

Utilizando melhor o comando TOP no Linux/Unix/Solaris

Utilizo muito o comando TOP (dentre outros) para medir a “saúde” de nossos servidores. Duas opções que gosto muito são o “1” e o “I” (maiusculo).

Apertando 1, o TOP mostra todos os cores de seu processador, o que ajuda a ver sua utilização como um todo.

selection_070

Utilizando o I (letra í maiuscula), você desabilita o “Irix mode”, apertando novamente você o habilita. Basicamente desabilitando o Irix mode, você mostra a utilização da CPU levando em conta sua capacidade real em %. Dando um exemplo, no Irix mode que é o padrão, você pode observar que alguns processos podem consumir mais que 100% de utilização. Isso acontece pois nesse modo ele considera o total de cores que você tem * 100%. Desabilitando o mesmo, o TOP divide a utilização do processo pelo numero todal de CPUs que você tem, levando a um numero mais realista e que não vai passar de 100%. As imagens abaixo mostram primeiro o TOP com a opção padrão (Irix Mode) e logo após, desabilitando o Irix Mode, note que os processos marcados tiveram sua utilização de CPU “diminuída”, porém, não é o caso, ele simplesmente está mostrando a utilização da CPU como um todo.

selection_071selection_072

Enjoy!

Discovering Red Hat version using command line

If you need to check your Red Hat version from command line, here is 2 simple ways:

[root@dstvm601g10 ~]# cat /etc/redhat-release
Red Hat Enterprise Linux Server release 6.7 (Santiago)

or

[root@dstvm601g10 ~]# lsb_release -rd
Description:    Red Hat Enterprise Linux Server release 6.7 (Santiago)
Release:    6.7

I always need this, and always forget!

Enjoy!

Categorias:Linux Tags:, , ,

Shell Script: Checar o resultado do Grep

É muito comum precisarmos rodar um comando X ou Y dependendo se acharmos algum valor em um arquivo qualquer ou em um resultado de um comando no Linux, Unix, etc. As pessoas usam massivamente o Grep para efetuar tal teste, então, um script muito simples e útil, é este:

#!/bin/bash
cat /etc/hosts | grep -q uol.com.br && echo “Achei uol em hosts” || echo “ERRO: Nao achei uol em hosts”

Neste exemplo, procuro uol.com.br em /etc/hosts, se encontrar, vou imprimir ACHEI, caso nao encontre, mostro um erro.

Enjoy!

Brackets: um ótimo editor para JavaScript, Html e cia

brackets-editor-logoEncontrei um editor muito leve e com vários plugins do tipo do Sublime para utilizar em meu dia a dia: o Brackets. Ele é Open Source e pode ser utilizado livremente, pode ser baixado aqui.

Lembrando que o Sublime não é grátis. Para uso comercial você deve comprar de acordo com a sua EULA. Veja aqui,

Vale a pena comparar com a Licença do Brackets aqui. (MIT)

O Brackets tem vários plugins muito interessantes que tornam a vida do desenvolvedor mais fácil. Para quem trabalha com Angular e Ionic, existem meios de gerar projetos automaticamente. Vale a pena!

Esteja atendo aos softwares que utiliza e as suas licenças. Não podemos “culpar” o governo e fazer coisas erradas.