Archive

Archive for the ‘JAVA’ Category

Criando um Web Service Restful com Jersey

Criei um conjunto de slides bem simples e objetivo com o passo a passo para se criar um Web Service RESTful utilizando a API Jersey. Para quem quer conhecer esse mundo, acredito que vá ajudar bastante.

Tenha em mente que implementar um Web Service é relativamente simples, porém, preocupe-se sempre com a segurança e volumetria (carga, stress, usuários, etc), pois isso tende a derrubar muito servidor por ai!

Enjoy!

Introdução ao Apache JMeter

Muitas pessoas tem a necessidade de testar sua aplicação quanto a níveis de carga, stress, etc. O Apache JMeter é uma ótima ferramenta para tal finalidade. A apresentação abaixo visa introduzir as pessoas e mostra como criar um simples teste. Serve como um passo inicial. Enjoy:

Ver todos os valores de um Request com Java

Pergunta recorrente… Para não esquecer mais..

Enumeration enumeration = request.getParameterNames();
while (enumeration.hasMoreElements()) {
String parameterName = (String) enumeration.nextElement();
String value = request.getParameter(parameterName);
System.out.println(parameterName + “:” + value);
}

Categorias:JAVA Tags: , ,

Performance Tip for Eclipse/RAD/RSA

A simple thing that we can do in order to have a Faster Eclipse its move our Java installation from Hard Disk to RAM (memory). In order to do this you should install Squash. Here is the steps that I follow for Ubuntu Linux, you can use to research about and do it, please, remember to change to your folders:

  • mkdir /media/ramdisk
  • mount -t tmpfs tmpfs /media/ramdisk
  • Add the following line to /etc/fstab

tmpfs /media/ramdisk tmpfs defaults,mode=1777 0 0

  • Reboot

Using the command “df -h” you should see the disk.

  • Install squashfs
    apt-get install squashfs-tools
  • Create .sqsh file
    mksquashfs /opt/java /home/julianom/jdk.sqsh
  • This is just to test, mount and see if Java is present at the folder:

mount /home/julianom/jdk.sqsh /media/ramdisk -t squashfs -o loop

  • Edit fstab – add more this lines (remember, use your own folder, change julianom)
    /home/julianom/jdk.sqsh /media/ramdisk squashfs ro,defaults,loop 0 0
  • update alternatives
    update-alternatives –install “/usr/bin/java” “java” “/media/ramdisk/bin/java” 1

There are 3 choices for the alternative java (providing /usr/bin/java).

Selection Path Priority Status
————————————————————
0 /usr/lib/j2re1.7-ibm/jre/bin/java 1200 auto mode
* 1 /media/ramdisk/bin/java 1 manual mode
2 /usr/lib/j2re1.7-ibm/jre/bin/java 1200 manual mode
3 /usr/lib/jvm/java-6-openjdk-amd64/jre/bin/java 1061 manual mode

Do not forget to change your Eclipse/RSA to run with the JRE from this place.

Enjoy!

Categorias:JAVA Tags: , , ,

Eclipse + CVS: vendo histórico do repositorio do projeto

Muitas pessoas precisam eventualmente checar o historico de repositórios CVS no Eclipse / RAD / RSA.

Existe um plugin muito eficiente para isso o CVS change Log: http://cvschangelog.sourceforge.net/

É so baixar e colocar na pasta plugins do Eclipse e voa la.

enjoy!

Categorias:JAVA Tags: , , , ,

FindBugs x Checkstyle x PMD

Featured imageInúmeras pessoas fazem a comparação entre as ferramentas FindBugs, Checkstyle e PMD. Vale dizer que as três permitem a escrita de um melhor código fonte, o inspecionando em busca de possíveis problemas e gerando relatórios para que o desenvolvedor possa tomar providências.

Porém, a abordagem delas é um pouco distinta:

  • FindBugs: Funciona procurando padrões de Bugs. Analise o Bytecode, e não o código fonte em si. Funciona como se tivesse um banco de dados interno com os bugs comuns, e vasculha seu código procurando por esses bugs. Eventualmente pode dar falsos positivos, apontando erros que no contexto de sua aplicação, não são erros. A própria documentação oficial do Findbugs diz: “In practice, the rate of false warnings reported by it is less than 50%”.
    http://findbugs.sourceforge.net/index.html
  • CheckStyle: Seu foco é em problemas relacionados as convenções e padrões Java, por exemplo: ausência de Java docs, abertura de chaves { depois de Ifs, etc. Ele varre o código fonte de seu projeto.
    http://checkstyle.sourceforge.net/
  • PMD: Vasculha o código fonte procurando por más práticas e problemas de código por exemplo: import com *, muitos métodos em classes, etc.
    http://pmd.sourceforge.net/

Em geral o PMD e o Checkstyle são mais similares. Todavia, eu recomendo o uso das 3 ferramentas em seu projeto, e além disso, que sejam criados arquivos de configurações para CADA ferramente e que os mesmos sejam utilizados por TODO o time, garantindo assim, a homogeneidade na produção do seu código fonte.

O uso principalmente do checkstyle e do PMD garantem um código fonte mais legível, de melhor manutenabilidade, tornando-se o trabalho com os mesmos mais eficiente e rápido.

Eu fiz video aulas introdutórias sobre as 3 ferramentas, que ensinam como instalar, configurar e utilizar, como sempre, de maneira simples e objetiva. Seguem os links:

  1. FindBugs
  2. Checkstyle
  3. PMD

Enjoy!

Introdução ao PMD

março 16, 2015 1 comentário

Featured imageUltimamente estou implementando algumas ferramentas para garantir maior qualidade em meu projeto, e a bola da vez é o PMD. O PMD é uma ferramenta que auxilia desenvolvedores efetuando varredura de código fonte buscando por problemas em potencial, tais como (retirado diretamente do site oficial):

  • Bugs – empty try/catch/finally/switch statements
  • Dead code – unused local variables, parameters and private methods
  • Suboptimal code – wasteful String/StringBuffer usage
  • Overcomplicated expressions – unnecessary if statements, for loops that could be while loops
  • Duplicate code – copied/pasted code means copied/pasted bugs

Assim como o Checkstyle, utilizar o PMD e efetuar os ajustes que o mesmo recomenda, ajuda a obter-se uma melhoria em seu código fonte, tornando-o mais legível e aumentando sua manutenabilidade.

Recomendo a todos os desenvolvedores que o utilizem em conjunto o o FindBugs e com o CheckStyle, pois são ferramentas com finalidades parecidas e garantem juntas um sólido código fonte. Neste post, você pode encontrar mais informações sobre o FindBugs. Neste outro post você encontra mais informações sobre o Checkstyle.

No vídeo abaixo, você pode ver facilmente como instalar e utilizar o PMD. Os slides utilizados no vídeo estão aqui.

Enjoy!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 387 outros seguidores