Archive

Archive for the ‘Carreira’ Category

Os 7 pontos para o Sucesso

Acredito que em todos os projetos, o gerente ou o líder, deveria estar de olho nos 7 pontos que podem definir o sucesso do mesmo, para no momento adequado, tomar alguma ação. Resumidamente, os sete pontos são:

  1. Stakeholders (pessoas chave) estão comprometidos? (controle indireto – contexto)
  2. Os benefícios para o negócio estão sendo atingidos?  (controle indireto – contexto)
  3. Trabalho e agenda são previsíveis? (controle direto – conteúdo)
  4. Time está num alto nível de rendimento?  (controle direto – conteúdo)
  5. Escopo é realista e gerenciável?  (controle direto – conteúdo)
  6. Riscos estão sendo mitigados?  (controle indireto – contexto)
  7. Benefícios para a organização estão sendo notados? (controle indireto – contexto)

Para cada um, define-se um status: Verde, amarelo ou vermelho, que representariam algo do tipo: Ok, Atenção, Problema. De acordo com o status, deve-se definir um plano para mitigar o problema, embora alguns pontos não estejam no controle do projeto.

Para entender melhor, sugiro a apresentação abaixo que encontrei no slideshare, ela explica o que são os pontos em detalhes, como os examinar. Vale a pena dar uma conferida:

Enjoy

CategoriasCarreira Tags:,

Qual é a sua luta no dia 15 de março?

julianommartins:

No dia 15 de março, qual é sua luta?

Publicado originalmente em Engenharia de Software:

Nos últimos dias vem crescendo o movimento15 de março. O movimento ganhou força com a greve dos caminhoneiros. Este movimento tem como objetivo pedir o Impeachment da Presidente Dilma. Será que essa seria a nossa verdadeira luta?

Para responder esta questão temos que entender, minimamente, como funciona o Sistema Político Brasileiro.

O Brasil se caracteriza como uma Republica Federalista Presidencialista. República, porque o Chefe de Estado é eletivo e temporário. Federativa, pois os Estados são dotados de autonomia política. Presidencialista, porque ambas as funções de Chefe de Governo e Chefe de Estado são exercidas pelo Presidente.

O Poder do Estado Brasileiro é dividido entre órgãos políticos distintos. Adotamos um modelo semelhante ao apresentado por Charles de Montesquieu em seu livro “O Espírito das Leis” (1748), ou seja, temos três grandes órgãos ou poderes:

Executivo: exercido pelo Presidente.

Legislativo: exercido pelo Congresso Nacional (513 deputados e 81 senadores)

Judiciário:…

Ver original 1.041 mais palavras

CategoriasCarreira

CLT x PJ Atualizado – 2012

Hoje em dia no mercado de TI (nem só TI, mas TI principalmente), existem várias maneiras de contratação, das quais eu destaco as mais utilizadas:

* CLT: Registrado com carteira de trabalho assinada, férias, etc
* PJ: Pessoa Jurídica, na qual o profissional tem que abrir uma empresa e vira um prestador de serviço.

Existem variações da CLT, como a tal de CLT Flex, na qual o funcionário é registrado por um valor menor e recebe o resto legalmente “por fora”. Outra variação é o registro CLT por um valor baixo e recebimento de participação nos lucros na empresa bimestralmente. No meu ponto de vista, estas variações são piadas de mal gosto e nem comento aqui, mas infelizmente essas são as saídas de muitos profissionais que estão ingressando no mercado de trabalho e tem que se “submeter” a tal modalidade.

O objetivo deste post é comparar brevemente CLT e PJ, mostrar minha opinião pessoal, e deixar que o leitor tire suas conclusões.

Em síntese, um profissional registrado como CLT tem todos os direitos previstos na legislação brasileira, tais como: 13, férias, FGTS, etc. Porém ele paga uma alta carga tributária e o valor líquido que ele recebe é menor que o valor bruto, ou seja, o valor registrado em carteira. Um profissional registrado por 4500 reais, recebe aproximadamente 3600 ao final do mês, um desconto de quase mil reais!
Um profissional que presta serviço através de sua empresa (PJ), tem por características pagar menos impostos e ter menos benefícios, portanto, o valor líquido que ele pega em mãos, é muito maior, além disso, as empresas que contratam um profissional PJ, tem um custo menor para manter o “funcionário”, portanto, podem pagar mais pelo seu trabalho.

Colocando isso em números para podermos comparar as duas modalidades de contratação, vamos a um exemplo abaixo:

  • Profissional CLT registrado por 4500 reais.
  • Profissional PJ com o valor hora de 50 reais calculando um mês de 168 horas. (50 * 168 = 8400) – Este valor hora é de um programador Java Sênior, mas podem haver variações.

Para calcularmos o real salário do funcionário CLT, não basta verificar o valor que ele recebe líquido, temos que colocar todos os benefícios na equação, alguns exemplos são:

3600 – Valor líquido ao fim do mês
400 – INSS (este valor retorna algum dia na aposentadoria)
300 – 13 (décimo terceiro – paga-se o valor do mesmo e divide por 12)
300 – 14 (décimo quarto – algumas empresas tem 14/Participação nos lucros, é a mesma conta que para o 13)
1000 – Plano de saúde executivo familiar (profissional + esposa + filho – eu cotei o plano executivo da Amil)
250 – Ticket refeição
250 – Vale transporte

Os benefícios variam de empresa para empresa, então esta conta é bem pessoal, acima eu citei alguns exemplos comuns, baseado nestes exemplos, podemos dizer que o salario do profissional CLT é então:

3600 + 2500 = 6100

Nunca coloque valores que podem não vir a se realizar, tais como bonus, participação em projetos, etc. Estes são eventualidades.

Agora, calculando o valor do profissional PJ, temos 50 * 168 = 8400.

Os valores do CLT e do PJ podem variar com adição de horas extras, mas NUNCA se deve levar em consideração este fator, visto que é algo que pode não existir. Já vi muitos profissionais quebrarem a cara ao optarem por trabalho PJ sob alegação que a empresa permitiria horas abertas. Isso é bem específico de cada projeto. Dá sim para ganhar muito dinheiro com isso, mas é um risco que cada um tem que saber medir.

Em cima do valor de 8400, o profissional PJ vai pagar aproximadamente 15% de impostos/escritório/etc, é um valor alto, mas a média é entre 10 a 15% mesmo, para fazermos estas contas, sempre devemos chutar alto.

Descontados os 15%, o PJ tem ao final do mês 7140 reais na mão. Agora veja que o PJ não tem NENHUM dos benefícios do CLT, então este valor dos benefícios deve ser descontado do PJ:
7140 – 2500(benefícios do CLT) = 4640

Agora destes 4640, descontamos o salário líquido do CLT (3600), que vai dar uma diferença de 1040.

Aí vamos para a conclusão:

Existem N fatores que podem entrar nesta equação, o CLT pode ter mais ou menos benefícios, o PJ pode ter algum benefício também, porém em geral, O CLT tem que considerar que tem férias, licenças (maternidade, doença, seguro desemprego, etc)FGTS, etc.. enquanto o PJ não tem NADA disso, se ele quiser o benefício, vai ter que pagar de seu próprio bolso.

Outro fator que muitas pessoas consideram é a estabilidade do CLT. Para uma empresa mandar um profissional PJ “embora”, é muito mais prático e não tem custo algum, no máximo tem um contrato assinado que normalmente dá até este direito para a empresa, ai o PJ vai embora sem receber nada! Para mandar um CLT para a rua, é caro! Uma empresa sempre vai preferir mandar o PJ para a rua! Eu particularmente, não levo em consideração este fator na área de TI (estabilidade) se você for um bom profissional (bom CV, falar inglês, etc), pois o mercado é aquecido e não faltam vagas.

O PJ normalmente não tem plano de carreira, o CLT costuma ter. Algumas empresas também pagam cursos para os profissionais CLT, e isso tem seu valor e tem que entrar na conta.

Por outro lado, o PJ pode trabalhar muito, fazer horas extras irreais, e recebera por isso, um CLT, esta limitado legalmente em seu numero de horas (40 horas mês).

Para abrir uma empresa para prestar serviço como PJ, você vai ter um custo, e para fechar a empresa vai ter um custo maior ainda, o CLT não tem custo algum (só o da foto 3×4 :-) ).

Se um PJ falta do trabalho, o problema é dele, até com atestado médico, e não vai receber por isso, então ele não pode nem pensar em ficar doente! Se o CLT falta, com atestado, ele recebe normalmente, se fica doente, tem amparo legal!

Legalmente, uma empresa (PJ) deve gastar o lucro da empresa com A empresa, o que a maioria das pessoas faz é simplesmente pegar esse dinheiro e torrar com gastos pessoais, casas, carros, etc. Se a empresa cai em um pente fino da Receita Federal, irá pagar uma multa sobre tudo que não for comprovado como gasto da empresa PJ, ou seja, sobre TODA sua retirada! Tenho amigos que cairam nessa e demoraram mais que 5 anos para se “levantar” financeiramente.

Agora, se perguntarem qual minha preferencia, eu digo categoricamente: CLT.

O valor PJ tem que ser muito alto para justificar uma migração para o mesmo. Tem que dar dinheiro para pagar todos os benefícios do CLT e sobrar. As vezes as pessoas só olham o valor direto que o PJ rende e não olham os outros valores que o CLT propicia e caem em ilusões! Acabem pensando no presente.

Ao analisar uma proposta, coloque TODOS os fatores na ponta do lápis e não tome uma decisão precipitada.

Espero que este tópico tenha sido útil para você.

Abraços

CategoriasCarreira Tags:, , ,

Pós-graduação em Java – Inscrições abertas.

fevereiro 15, 2011 1 comentário

A TNT Educacional oferece um ótimo curso de pós-graduação baseado em Java nas cidades de Campo Grande (MS), Lins, Ourinhos,  São Paulo e Campinas.

O foco da pós-graduação “Engenharia de Componentes utilizando Java” é formar profissionais qualificados nas metodologias e processos de desenvolvimento Orientados a Objetos e as tecnologias Java com maior demanda nas principais empresas do mundo. Alguns dos diferencias do curso são:

  • Conteúdo (Padrões de Projeto Enterprise, Frameworks atuais, Produtos Open Source (Linux, Postgres));
  • Metodologia de ensino (aprendizagem baseada em problemas reais);
  • Professores (titulados e com experiência de mercado com desenvolvimento de software Java);
  • Ambiente virtual de ensino (universidade 24 horas) ;
  • Grade montada por especialistas no assunto;
  • Parceria com grandes empresas.

Além da ótima qualificação obtida, o aluno formado estará apto a dar aulas em cursos superiores, pois trata-se de um curso lato-sensu!

Enfim, convido a todos a darem uma olhada no site do curso. Eu sou um dos professores, especificamente do módulo de desenvolvimento Web com Java, portanto, fiquem a vontade para entrar em contato em caso de dúvidas.

Para mais informações, clique aqui.

Pós-graduação em Java

Pessoal, a TNT Technology e Educacional oferece um ótimo curso de pós-graduação baseado em Java nas cidades de Campo Grande (MS), Lins, Ourinhos, Ribeirão Preto, São Paulo, Campinas e Guarulhos.

O foco da pós-graduação “Engenharia de Componentes utilizando Java” são as metodologias e processos de desenvolvimento O.O. e as tecnologias Java com maior demanda nas principais Fábricas de Software Java do mundo. Alguns dos nossos diferencias são: conteúdo (UML, RUP, JSE, JEE, Struts, EJB,…), metodologia de ensino (aprendizagem baseada em problemas reais), professores (titulados e com experiência de mercado com desenvolvimento de software Java), ambiente virtual de ensino (universidade 24 horas) e parceria com grandes empresas (IBM).

Vale a pena hein!

Para mais informações, clique aqui.

CategoriasCarreira, JAVA Tags:, ,

Livro grátis: HPC for dummies

A Sun Microsystems e AMD, junto com a famosa editora “For Dummies”, estão oferecendo de forma gratuita, o e-book “High Performance Computing for Dummies”, com o qual você poderá aprender o ABC do HPC, conhecimento que lhe proporcionará uma ferramenta a mais para alcançar a vantagem profissional.

Eu baixei e li e apesar de notar certa tendência em alguns pontos, o livro é muito bom! Vale a pena para se iniciar no tema!

Para baixar, clique aqui.

Enjoy!

CategoriasCarreira Tags:, ,

Estágio na IBM

Pessoal, a IBM está com 150 vagas de estágio previstas para o 1 Quartil de 2010. As inscrições no site foram abertas segunda-feira (23/11) e irão até o dia 15/01.

O Programa de Estágio (Passaporte IBM) tem como objetivo principal estimular o desenvolvimento profissional dos estudantes através de experiências práticas do dia-a-dia dos negócios, para que eles adquiram novos conhecimentos e se tornem profissionais qualificados e diferenciados.

Quem pode participar?
 

São elegíveis ao Programa de Estágio IBM, estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino oficialmente reconhecidas, em cursos de nível médio/superior.

Se o estagiário perder, por qualquer motivo, a condição de estudante ou se transferir para um curso não compatível com os objetivos da IBM, o estágio poderá ser dado por encerrado.

Para se inscrever, vá em http://www.ibm.com/br/estagio/

OBS: Não sei dar informações sobre salário, provas, etc….

Boa sorte!

CategoriasCarreira
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 317 outros seguidores