Início > Boas práticas, JAVA > Técnicas de programação defensiva III

Técnicas de programação defensiva III

Dando seguência a série sobre programação defensiva, vamos para a terceira técnica:

Não acredite em ninguém.

Esta técnica é bem simples e prega que nunca devemos acreditar em usuário, arquitetos, programadores, classes, etc.

O que isso significa?

Significa por exemplo, que sempre devemos deixar nosso programa preparado para todas as possibilidades que ele possa vir a enfrentar. Um arquiteto pode lhe falar que seu programa vai receber sempre uma data quando chamado. Certo, mas é impossível não receber algum valor nulo(não acredite no arquiteto)? Quem te garante que o programa que chama seu programa faz todos os tratamentos adequadamente (não acredite em classes)? Qual sua garantia que o usuário vai sempre digitar uma data, e além disso, vai digitar no formato correto (nunca acredite em usuários)?

Com base nessas perguntas, podemos observar então, que devemos preparar nossos programas para tratar parametros, inputs, etc, jamais acreditando que eles vão sempre ser passados, e além disso, vão estar no formato correto.

Enjoy.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: